12°C 28°C
Cambará, PR
Publicidade

Ourinhos fica entre os 300 municípios do país com as maiores taxas de homicídio, diz Ipea

Em 2022 Ourinhos registrou 7 homicídios e 1 oculto, totalizando 8 homicídios estimados.

20/06/2024 às 00h51
Por: Jomar Medeiros Fonte: passandoaregua.com.br
Compartilhe:
Ourinhos fica entre os 300 municípios do país com as maiores taxas de homicídio, diz Ipea

Ourinhos aparece na 284ª posição na dos 319 municípios mais violentos do país com população acima de 100 mil habitantes, de acordo com o Atlas da Violência 2024, pelo Instituto de Pesquisa.

Em 2022 Ourinhos registrou 7 homicídios e 1 oculto, totalizando 8 homicídios estimados. Econômica Aplicada (Ipea). Porém, na região, Assis e Bauru obtiveram os maiores índices de homicídio do Centro-Oeste Paulista e ocupam as 252ª e 271ª posições, respectivamente. As informações foram divulgadas pelo site g1.

Além de Assis, Bauru e Ourinhos, outras três cidades da região aparecem no ranking, divulgado nesta terça-feira, 18: Marília, na 301ª posição, Jaú, na 310ª, e Botucatu, em 317º.O dado é calculado com base no número de assassinatos em 2022 e inclui os “homicídios ocultos” — mortes violentas de causa indeterminada registradas em bases de dados do Ministério da Saúde.

De acordo com o estudo, Assis tem 101.409 habitantes. A cidade registrou 11 homicídios, em 2022, um índice de 10,8 mortes violentas por 100 mil habitantes. Já Bauru, maior cidade da região, com 379.146 habitantes, teve 29 assassinatos registrados e 7 ocultos, com 36 homicídios estimados. O índice de mortes violentas é de 9,5 a cada 100 mil moradores.Por fim, a cidade de Ourinhos registrou 7 homicídios e 1 oculto, totalizando 8 homicídios estimados. A população da cidade é de 103.970, portanto, registrou um índice de 7,7 de mortes violentas por 100 mil habitantes.Na comparação somente com municípios da região sudeste, Assis ficou entre as 100 cidades mais violentas, ocupando a 96ª colocação. Bauru e Ourinhos ocupam, respectivamente, 111º e 122º colocações.Apesar dos números, o estado de São Paulo apresentou a menor taxa de homicídios estimados na região sudeste, de 9,4 mortes por 100 mil habitantes em 2022. De acordo com o estudo, dos 645 municípios do estado de São Paulo, 237 não tiveram nenhum homicídio estimado, e 152 apresentaram taxas inferiores a 10,0.Por outro lado, o estado paulista responde por 40% das subnotificações, segundo o estudo. Para Samira Bueno, do FBSP, isso acontece, principalmente, em razão da precarização dos dados de atestado de óbito, que não estariam sendo devidamente identificados por médicos.No centro-oeste paulista, a pequena cidade de Lutécia (SP), de população estimada em 2.666 pessoas, registrou um alto índice de homicídio, de 75,2.De acordo com o estudo, o município somou oito homicídios no ano de 2022, o suficiente para elevar a taxa de homicídio já que a população da cidade não passa de cinco mil habitantes.Entre as cidades médias e grandes (mais de 100 mil habitantes), a maior taxa de 2022 foi encontrada em Itapecerica da Serra (26,5), na Região Metropolitana de São Paulo.

 

Cambará, PR
14°
Parcialmente nublado

Mín. 12° Máx. 28°

13° Sensação
1.51km/h Vento
55% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h57 Nascer do sol
05h55 Pôr do sol
Sex 29° 14°
Sáb 29° 16°
Dom 32° 16°
Seg 30° 17°
Ter 17° 12°
Atualizado às 02h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,66 -0,03%
Euro
R$ 6,13 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,10%
Bitcoin
R$ 384,725,77 -2,45%
Ibovespa
126,422,73 pts -0.13%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Anúncio