Sexta, 28 de Janeiro de 2022
43999564777
Polícia Triste Realidade!

Mais um motoqueiro fora da lei desafia a polícia e se dá mal!

Não é de hoje que menores de idade, reféns do trafico e jovens sem perspectiva de futuro desafiam a PM.

29/12/2021 15h18 Atualizada há 4 semanas
880
Por: Jomar Medeiros Fonte: Da Redação
Foto retirada logo após a perseguição policial
Foto retirada logo após a perseguição policial

 Não só em Cambará como em todo país jovens conhecidos como “foras da lei”, “bom da boca”, “o cara” remam contra a moral e o bom costume e insistem em viver em um submundo repleto de bebidas e drogas. Com suas motos, geralmente novas e financiadas com a conhecida técnica de usar o CPF de um dependente de drogas. Os escravos ou formigas do tráfico acham que as vias públicas são exclusivamente deles, causando medo e dando o clima de que a Policia Militar não é capaz de detê-los. Mas a PM, mesmo sem o efetivo necessário, tem feito um grande trabalho, como temos visto nas redes sociais e canais de comunicação que fazem questão de enaltecer o trabalho da gloriosa Policia Militar.

Essa apreensão ocorreu na noite do doa 28 de dezembro, onde na avenida principal um meliante desafiou a polícia para fazer “bonito” aos seus comparsas. Vídeos gravados pelos próprios jovens rolaram nas redes sociais e grupos de What´s App, onde só se esqueceram de postar a foto da motocicleta apreendida ou a cara de coitadinhos que eles fazem quando estão frente a frente com os policiais. Outro triste fato é ver através dos vídeos que estão rolando nas redes sociais que grande parte desses jovens que estão nas ruas torcem pelo criminoso, fazem torcida e brindam a cada minuto de perseguição, como se os valores estivessem todos invertidos, onde o criminoso se torna ídolo (por alguns segundos) e os defensores das leis e bons costumes se tornam inimigos da população. Fato é que essa inversão de valores acontece dioturnamente, pois esses jovens em sua grande maioria, não tem estrutura familiar, formação profissional e muito menos noção do risco que eles próprios correm estando entre certos tipos de grupos onde a vida não tem valor, podendo custar muita dor e sofrimento aos seus entes queridos quando um acidente ocorre ou quando uma vida se perde!