Sexta, 28 de Janeiro de 2022
43999564777
Especiais Especial

Finalizando o ano!

Vários motivos tem sido alegados para esse ou aquele não tomar a vacina, desde a origem “comunista” da vacina até o pequeno mal estar que ela gera

28/12/2021 16h26
64
Por: Jomar Medeiros Fonte: Da Redação
Finalizando o ano!

Caros colegas, estimados leitores dessa coluna, venho de antemão desejar a todos um estupendo final de ano além de um 2022 muito melhor que 2021 em todos os aspectos. Uso essa coluna neste veículo para mostrar-vos os avanços na odontologia, sua implicação em nosso cotidiano e evidentemente divulgar que a grande maioria dessas evoluções já está presente aqui na Bon’nA Odontologia. Saí desse viés raras vezes, sobretudo pra falar do mundo pandêmico da covid-19 que nos assola há 2 anos. A última vez foi justamente quando iniciou-se a vacina no Brasil, julgando eu na ocasião estar nessa questão completamente encerrada, embora soubesse o tempo que se demandaria na resolução do problema raiz, ou seja a pandemia. O que eu não esperava era justamente que houvesse tamanha rejeição à vacina por parte de pessoas, que ditas “esclarecidas” ou com diplomas de nível superior, não passam, na minha opinião, de joguetes nas mãos de inescrupulosos.

Vários motivos tem sido alegados para esse ou aquele não tomar a vacina, desde a origem “comunista” da vacina até o pequeno mal estar que ela gera durante algumas horas em nosso corpo. Ultimamente o assunto em pauta é a vacinação de crianças e o comprometimento a longo prazo de sua fertilidade. Pois bem, mais uma vez fui às fontes confiáveis para entender o assunto. Qualquer pessoa pode consultar essas fontes, que são aqueles lugares onde só se admitem publicações CIENTÍFICAS, aprovadas por instituições reconhecidamente honestas e igualmente CIENTÍFICAS, onde a FAKENEWS passa longe. Aliando aos meus conhecimentos como Cirurgião Dentista e professor de Biologia por 26 e 15 anos respectivamente venho dizer e explicar o seguinte:

É IMPOSSIVEL UM RNA CAUSAR ALTERAÇÕES NO DNA. Pra quem entende somente um pouco de biologia sabe que o DNA é a molécula que detém nosso código genético. A partir do DNA são fabricadas todas as estruturas de nosso corpo. Quem leva a mensagem do DNA para a “fábrica” ribossômica, é o RNA mensageiro, fabricado a partir do DNA, veja bem, RNA fabricado a partir do DNA e não vice versa. A tecnologia permitiu a alguns fabricantes de vacinas, ao invés de usar o método tradicional de inoculação do vírus morto ou atenuado (Coronavac ainda usa essa tecnologia) inoculam em um veículo o RNA mensageiro que será utilizado como chave par a produção não de um vírus inteiro, mas apenas de um pedaço do vírus. A partir daí o mecanismo é o mesmo para qualquer reação ANTÍGENO/ANTICORPO. As células apresentadoras de antígeno reconhecem aquele pedaço de vírus como se fosse o Coronavirus em sua totalidade e são produzidos anticorpos específicos para neutralizar o ataque desses vírus em nova invasão. Se a invasão não ocorrer, esses anticorpos somem, porém permanece os linfócitos B que são células de memória que rapidamente fabricarão novos anticorpos. Como em toda doença, a vacina não elimina a infecção e sim o desenvolvimento da doença.

Dessa forma, podemos afirmar categoricamente que não existe chip, tecnologia 5g ou quaisquer outros subterfúgios para fazer da vacinação um meio de controle político, o que existe é o despreparo de alguns profissionais e até a ganância de outros fazendo-se de heróis no combate anti-liberdade. As vacinas foram feitas rapidamente, mas porque a tecnologia e os cientistas atuais são muito bons, e a biologia se desenvolveu como tudo, (telefonia, medicações, aeronáutica, agricultura, etc...)

Vamos ser inteligentes, vamos desconfiar de tudo que possa ter uma segunda intenção e principalmente pensarmos com a nossa cabeça, e não a de mentecaptos que tentam de certa forma escravizar o povo afirmando justamente ao contrário. Feliz Natal e um 2022 livre da Covid-19.