Domingo, 16 de Maio de 2021
43999564777
Especiais Festa na pandemia

Casamentos da pandemia têm festa na casa dos noivos e até rodízio de convidados

Empresas que organizam casamentos tiveram de se adaptar e trocar festas grandes por eventos enxutos -porém mais personalizados.

17/04/2021 21h12
229
Por: Jomar Medeiros Fonte: FOLHAPRESS
Photo Credit To Pixabay
Photo Credit To Pixabay

Sempre que possível, as celebrações estão sendo feitas ao ar livre ou na casa dos noivos, com transmissão online.

O microwedding, cerimônia com até 40 pessoas, hoje figura como o formato mais comum. A proposta contempla casais que não querem mais adiar a celebração e buscam realizar o sonho com menor risco de contágio.

“Passamos de oito eventos por mês, antes da pandemia, para um a cada dois meses. Algumas pessoas não querem que a data especial passe despercebida e adaptam o casamento para o contexto atual”, diz Michel Abou Abdallah, 39, empresário do setor.

Acostumado a grandes eventos na Casa Sion Festas, que tem capacidade para até 500 pessoas em Belo Horizonte (MG), Abdallah passou a trabalhar com casamentos em residências.

Embora as celebrações sejam mais reservadas, os casais têm maior liberdade para fazer a decoração e ampliar a variedade de refeições, doces e itens personalizados.

Segundo Abdallah, as menores cerimônias reúnem dez pessoas e contam apenas com os pais do casal e familiares mais próximos como convidados.

Para que não ocorram problemas, antes é feita uma vistoria no imóvel com o objetivo de estabelecer o número possível de convidados e acertar os detalhes do evento. “Se os noivos pretendem convidar 40 pessoas, mas percebemos que o lugar não comporta esse número com a garantia de distanciamento social, somos obrigados a recusar”, diz o empresário.

Os casamentos realizados na casa dos noivos nem sempre são mais baratos. Diferentemente dos espaços próprios para eventos, que já contam com equipamentos e decoração, o trabalho de transformação de uma residência exige investimento.

Se os noivos optarem por fazer a transmissão ao vivo, mas o local não dispuser da estrutura de internet adequada, eles terão de desembolsar de R$ 4.000 a R$ 5.000 pelos equipamentos que garantem boa conexão, segundo Abdallah.

Incluído o pacote completo com decoração, cardápio, maquiagem e fotografia, a Casa Sion Festas cobra a partir de R$ 10 mil para os casamentos mais econômicos. Mas esse valor pode ultrapassar os R$ 100 mil caso os noivos decidam por artigos de luxo e mais quantidade de adereços.

Além das comemorações nas casas dos clientes, empresas também apostam no aluguel de espaços que permitem a celebração ao ar livre.

A assessoria para casamentos Afrowedding já oferecia em seu portfólio eventos em ambientes abertos mesmo antes pandemia, o que minimizou o impacto no faturamento, segundo Adriana Viana, 32, proprietária. Em outubro, por exemplo, a assessoria fez uma cerimônia no terraço do edifício Itália, no centro de São Paulo.

“Mas o cenário preocupa porque tínhamos nos preparado para lidar com a crise do coronavírus por um ano. A procura por novos agendamentos diminuiu muito.”

Para sobreviver, a empresa está oferecendo novos serviços. Uma das iniciativas é a ampliação do leque de ensaios fotográficos, feitos em períodos de maior flexibilização das restrições, outra é a criação de uma assessoria que ajuda os companheiros a elaborarem os pedidos de casamento.

 

Cambará - PR
Atualizado às 17h23 - Fonte: Climatempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 14° Máx. 28°

26° Sensação
7.7 km/h Vento
42.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (17/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Terça (18/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio