Quinta, 22 de Abril de 2021
43999564777
Saúde Horário de vacinação

Paraná pretende ampliar horário de vacinação contra Covid-19 até a meia-noite, diz secretário de Saúde

Beto Preto visitou um centro de imunização de Londrina, no norte do Paraná, neste domingo (4).

04/04/2021 20h25
225
Por: Jomar Medeiros Fonte: Luciane Cordeiro, G1 PR e RPC Londrina
Beto Preto acompanhou a vacinação contra a Covid-19 em Londrina neste domingo (4) — Foto: Reprodução/RPC
Beto Preto acompanhou a vacinação contra a Covid-19 em Londrina neste domingo (4) — Foto: Reprodução/RPC

Secretário disse que iniciativa deve ser testada nos próximos dias.

Durante uma visita ao Centro de Imunização da Zona Norte em Londrina, no norte do Paraná, neste domingo (4), o secretário estadual de Saúde Beto Preto afirmou que o estado planeja estender o horário da vacinação contra a Covid-19 até a meia-noite. A iniciativa tem o objetivo de ampliar o número de paranaenses imunizados.

“Queremos fazer esse horário alternativo para poder vacinar aquelas pessoas que não podem ir aos locais de imunização no horário comercial. Em muitos casos, as pessoas não têm alguém para poder levá-las por causa do horário de trabalho. A ideia é ter um horário alternativo”, disse.

Para que isso ocorra o estado precisa receber doses do imunizante do governo federal, mas isso tem acontecido de forma lenta.

Na última semana, o Paraná recebeu 525 mil doses de vacinas contra a Covid-19, porém somente 5.555 foram destinadas para a aplicação da primeira etapa, as outras foram distribuídas aos municípios para que apliquem a segunda dose nos moradores.

E das mais de 5 mil doses para a primeira etapa, a maior parte será destinada para policiais militares, bombeiros, guardas municipais e agentes de segurança que estão ajudando a organizar atos de vacinação.

Beto Preto afirmou que uma nova remessa de vacinas deve ser entregue ao estado na segunda-feira (5). A quantidade não foi divulgada.

“Não tenho ideia de quantas doses chegarão, será um número menor do que da última vez. O governo federal garantiu que vai distribuir para todos os estados 30 milhões de doses em abril, o Paraná receberá cerca de 1 milhão e 500 mil doses para a primeira e segunda etapa de imunização”, afirmou Beto Preto.

“Temos capacidade para vacinar de 150 a 200 mil pessoas por dia desde que tenhamos as doses, temos insumos e pessoas capacitadas”, detalhou.

Celebrações religiosas liberadas

Um dia depois do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF) , que estados e municípios não podem editar normas de combate à pandemia do novo coronavírus que proíbam completamente celebrações religiosas presenciais, o secretário de Saúde disse que o Paraná vai cumprir a decisão judicial.

Uma resolução estadual em vigor limita a quantidade de pessoas que podem assistir presencialmente as celebrações religiosas em 15%. Com a decisão judicial, um novo documento regulamentando a atividade deve ser editado nos próximos dias.

“Medida judicial tem que ser cumprida. Vamos dialogar com os representantes religiosos, porque quanto maior a movimentação maior a chance do vírus circular. A resolução atual limita a quantidade de público em 15% da capacidade total do local, podemos chegar a 25%, mas temos que relembrar os cuidados”, afirmou Beto Preto.

“É importante ressaltar a importância de se tomar a segunda dose da vacina. Muitas pessoas tomaram a primeira dose, deixaram os cuidados de lado e adoeceram antes de tomar a segunda dose”, encerrou o secretário.

Além da distribuição das vacinas, a Secretaria Estadual de Saúde planeja abrir 28 novos leitos no hospital Angelina Caron, mas para isso precisa receber os equipamentos necessários do Ministério da Saúde.

Campanha contra a gripe

Além de ampliar a vacinação contra a Covid-19, nas próximas semanas o Paraná terá outro desafio, a vacinação contra a gripe. A campanha nacional de imunização contra o vírus Influenza tem previsão de começar no dia 12 de abril.

Quem tiver intenção de se imunizar contra o vírus da gripe e estiver no grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19 deverá prestar atenção no tempo entre as doses. É preciso aguardar um intervalo de 14 dias entre as duas aplicações. Conforme orientação do Ministério da Saúde, a prioridade deve ser a vacina contra o novo coronavírus.

Cambará - PR
Atualizado às 10h13 - Fonte: Climatempo
23°
Poucas nuvens

Mín. 16° Máx. 29°

23° Sensação
21.8 km/h Vento
55.2% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (23/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Sábado (24/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Anúncio
Anúncio